Como combater o odor intenso das axilas do meu filho?


Como combater o odor intenso das axilas do meu filho?

O suor, em si, não tem um cheiro muito intenso. O suor com cheiro desagradável (bromidrose) resulta da existência de bactérias na pele ou nas roupas. Saiba como combater os odores corporais desagradáveis.

Suar é normal e até desejável já que constitui uma forma natural de o organismo regular a temperatura e arrefecer o corpo. Noutras ocasiões, o excesso de suor pode dever-se a situações de stress. Quando intenso, o odor nas axilas pode ser muito desagradável para a própria pessoa, chegando a afetar a sua autoestima e as relações interpessoais.

O corpo produz diferentes tipos de suor, através de dois tipos de glândula, as apócrinas e as merócrinas.

As apócrinas tornam-se ativas durante a adolescência e são, por isso, consideradas uma característica sexual. Elas reagem não ao calor, mas à excitação do medo, da cólera, do ímpeto sexual e de outras emoções fortes. Estas glândulas encontram-se apenas nas axilas, nos canais auditivos e à volta dos mamilos e dos órgãos genitais.

As merócrinas estão espalhadas por todo o corpo e segregam suor em maior abundância que as apócrinas. Funcionam como um termorregulador, umedecendo a pele. O suor, quase totalmente formado por água, ao evaporar-se, retira o calor excessivo do corpo, mantendo a temperatura interna constante.

Algumas glândulas merócrinas reagem a outros estímulos. As situadas na testa, nas axilas, nas plantas das mãos e nas plantas dos pés, por exemplo, trabalham nos momentos de stress psicológico, independentemente do calor ou do esforço muscular.

Odor nas axilas infantil

O suor, em si, não tem um cheiro muito intenso. O suor com cheiro desagradável (bromidrose) resulta da existência de bactérias na pele ou nas roupas. Estas bactérias metabolizam certos elementos que existem no suor e nas células mortas da pele, produzindo substâncias que cheiram muito mal.

As axilas, zonas úmidas e quentes, são locais bastante acolhedores para as bactérias que se desenvolvem particularmente bem neste tipo de ambiente. Manter a pele limpa e seca é assim essencial para combater a proliferação das bactérias e defender a saúde cutânea.

As bactérias, que se instalam à nascença, constituem a maior comunidade de habitantes da pele. Nos partos naturais, os bebés adquirem bactérias ao passarem através da vagina da mãe. Ceda de 10 dias após o parto, vivem na pele do bebé cerca de 75 000 bactérias!

O suor com cheiro também é um dos sintomas mais frequentes e geralmente o primeiro a aparecer nos casos de puberdade precoce (adrenarca precoce). Esta, define-se pelo aparecimento de pêlo púbico e/ou nas axilas, suor com cheiro intenso antes dos 8 anos nas raparigas e dos 9 anos nos rapazes.

O que fazer para diminuir o odor nas axilas?

Excesso de peso, comer muitas cebolas, alho ou especiarias e algumas doenças específicas também podem fazer aumentar a produção de suor. Se a alteração do odor do suor da criança for súbito, poderá consultar o pediatra para ficar mais descansada. Nas crianças, geralmente a orientação sobre a higiene local e uso de desodorantes é suficiente. Esses são indicados normalmente após 8 anos de idade. Dê preferência para formulações infantil, roll on e sem perfume.

Aproveite e mande esse post para sua amiga com crianças!!!
Nos acompanhe também nas redes sociais: Facebook e Instagram.
Receba as dicas da Dra. Michelle