Laser: um grande aliado no tratamento das cicatrizes
Estudos recentes têm demonstrado que quanto mais precoce o tratamento da cicatriz melhor.

Estima-se que a cada ano cerca de 100 milhões de pessoas apresentam cicatrizes após cirurgia eletiva e trauma. Cerca de 15% dessas cicatrizes são inestéticas.

As cicatrizes podem vir acompanhadas de dor, sensibilidade, coceira, limitação de movimento, comprometimento estético e consequente redução da qualidade de vida.

Existem alguns tipos de LASER fracionados como o Laser de CO2 que podem ser usados com o objetivo de produzir colágeno e melhorar a aparência das cicatrizes. Além desses, em cicatrizes recentes e avermelhadas pode-se se utilizar o Dye LASER (Vbeam®) que promove o clareamento mais rápido da cicatriz.

Os LASERs podem ainda auxiliar na penetração de medicamentos (Drug Delivery) como corticosteroides em cicatrizes muito elevadas.

Qual o melhor momento para tratar as cicatrizes?

Estudos recentes têm demonstrado que quanto mais precoce o tratamento da cicatriz melhor. O ideal é se tratar uma cicatriz jovem ainda imatura uma vez que cicatrizes hipertróficas atingem seu pico com 6 meses.

Dessa forma, o dermatologista deve ser procurado o mais rápido possível para que a orientação e o tratamento adequados das cicatrizes possam ser feitos aumentando a possibilidade de um resultado satisfatório.

atualizacao-medica-Michelle Diniz
Leia mais sobre o tema neste artigo:

Karmisholt et al. Early laser intervention to reduce scar formation – a systematic review. J Eur Acad Dermatol Venereol. 2018 Jul;32(7):1099-1110.

Nos acompanhe também nas redes sociais:

Facebook e Instagram.

Receba as dicas da Dra. Michelle