Máscaras e lesões de pele

 

O desconforto e até mesmo alterações na pele com o uso das máscaras já foi observado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que alertou que para necessidade de cuidados específicos quando o uso for superior à 4 horas.

Um levantamento feito em um hospital de referência para atendimento de Covid-19 na China apontou que 97% dos trabalhadores apresentaram alterações na pele em decorrência do uso dos EPIs.

Apesar de ser mais comum em quem trabalha na assistência à pacientes, o problema também pode afetar outras pessoas que estão usando máscaras por um longo período. Há registro de dermatite e dermatoses, as lesões por pressão, combinação de fricção e acúmulo de umidade com a utilização da máscara sob face.

 

 Quais problemas que podem surgir na pele:

 

1 – Dano por pressão à pele

–  Urticária de contato, dermografismo, urticária de pressão tardia;

– Dermatite de Contato irritativa: ocorre devido à fricção da máscara; evitar tecidos ásperos que possam irritar a pele

– Fissuras e erosões na pele devido à compressão principalmente por máscaras utilizadas por profissionais de saúde: usar coberturas que podem auxiliar a minimizar a pressão na pele reduzindo a probabilidade de formar uma lesão. Há opções como espuma de poliuretano, silicone, película protetora, filme transparente ou placas de hidrocoloide, de espessura fina ou extrafina, para não comprometer a vedação da máscara.

 

2 –  Surgimento ou Agravamento de Dermatoses

A acne vulgar pode ser agravada pelo uso de máscaras protetoras e óculos por possível oclusão, pressão e fricção sobre o ducto das unidades pilossebáceas na face; pela disfunção da microcirculação cutânea; pela pressão externa persistente; e pelo ambiente úmido que facilita a proliferação bacteriana e até foliculites fúngicas.

Dermatites seborreicas, rosácea e psoríase também podem se agravar com uso de mascaras.

 

Como evitar problemas?

Para prevenir o aparecimento de problemas, deve-se colocar a máscara de forma adequada, cobrindo o nariz e a boca, e quando possível alternando o tipo ou marca da máscara para evitar fricção e/ou pressão nos mesmos pontos da face

A aplicação de hidratantes para peles não tão ressecadas, loções cremosas, cremes em peles secas ou géis em peles acneicas ou oleosas antes de colocar o EPI é recomendado com o objetivo de lubrificar a área e reduzir a fricção e a pressão das máscaras e óculos;

Evite a lavagem repetida com água quente, etanol ou produtos irritantes;

Mantenha sua rotina de cuidados com a pele dando especial atenção para a limpeza, evite uso de maquiagem e se necessário procure seu dermatologista para uma reavaliar os produtos do skin care.

 

 

Receba as dicas da Dra. Michelle